O ganho no armazenamento com “shrink”

BRF Toledo com o sistema DusControl Mecânico da Wings Ltda instalado

O ganho no armazenamento com “shrink” no processo da colheita é complexo, podemos ter realizado um cultivo de excelência, mas se o processo não for acompanhado e monitorado, desde o armazenamento até o momento da descarga, a falta de atenção pode acarretar uma grande perda, desde a produção, até a chegada do produto ao consumidor final.

Após a colheita, o produto deverá ser armazenado em uma moega.

O processo de descarga de grãos como diferencial

Já no momento da descarga do produto, existe uma grande perda de grãos que são espalhados pelo ar. O grande problema deste processo não se dá só a grande perda de produto, mas também, está relacionado ao bem estar dos trabalhadores do local e o próprio meio ambiente.

Assim, para minimizar estas perdas torna-se necessário a adoção de boas práticas de descargas e armazenamento de grãos.

As boas práticas de armazenamento de grãos podem ser adotadas, em todas as escalas de produção agrícola, desde pequenos, médios e até grandes produtores, com objetivo de assegurar a qualidade final do produto agrícola, bem como a saúde, o bem-estar e a segurança do trabalhador rural e dos consumidores.

Hoje no mercado, existem poucos produtos capazes de ajudar os armazéns nessa questão. Alguns produtos chegam a ajudar um pouco na contenção do produto espalhado pelo ar, mas dependem de manutenção constante, ou mesmo a necessidade de um operador, o que vai acarretar em um alto custo, e não são tão eficazes.

Presença do Brasil na produção anual de grãos e o ganho no armazenamento com “shrink”

Hoje, estima-se que no Brasil 20% da produção anual de grãos seja perdida entre a colheita e o armazenamento, para diminuir estas perdas, devemos agir.

Neste sentido, o armazenamento é um processo de suma importância, pois de nada vale produzir bem, com qualidade e produtividade elevadas, se já no momento da descarga parte da produção for perdida no “ar”, estragar ou ficar comprometida devido a um processo inadequado de armazenamento. Apesar de toda a tecnologia disponível na agricultura brasileira, as perdas qualitativas e quantitativas, originadas durante o processo de transporte, descarga, armazenamento, ainda não são bem controladas e, durante o armazenamento, a massa de grãos é constantemente submetida a fatores externos, os quais podem ser físicos, como temperatura e umidade; químicos, como fornecimento de oxigênio, e biológicos, como bactérias, fungos, insetos e roedores.

E como a Wings pode te ajudar?

Quer saber como conter a poeira no momento da descarga, e aumentar o seu ganho com shrink? Nós da Wings podemos ajudar você responsável pelo recebimento de grãos a conter essa perda no momento da descarga.

Desenvolvemos um projeto de engenharia para a sua moega para resolver seu problema. Entre em contato agora com a nossa equipe e saiba mais sobre o nosso DustControl.

This site uses cookies to offer you a better browsing experience. By browsing this website, you agree to our use of cookies.